O que eu penso da Twitter mania

twitter_logo_headerO twitter está a aintigir niveis de popularidade incriveis. Segundo o compete teve um crescimento 965% no ultimo ano! Em todo o lado se fala do twitter. O presidente americano deve muita da sua popularidade às redes sociais na internet, e em grande parte devido ao twitter. Obama é a pessoa com mais seguidores no twitter, com 717 mil followers.

twitter_com-facebook_com-myspace_com

Mas o que é o twitter: Basicamente é um serviço que permite comunicar com amigos, familia ou qualquer pessoa através de mensagens de 140 caracteres. O objectivo é comunicar a quem no segue o que estamos a fazer no momento.

Eu apesar de já ser utilizador do twitter à algum tempo ainda não percebi bem qual o interesse daquilo e qual o motivo para tanto barulho. Alguma coisa me está a passar ao lado… Este video mostra um pouco o que eu penso do twitter.

Alojamento de Imagens

image hosting sitesTodos sabemos que colocar imagens nos posts torna-os mais atractivos e apelativos à leitura, e ajudam a passar a mensagem que queremos.

Um dos dilemas que nos deparamos é onde alojar as imagens que utilizamos no nosso blog. Utilizamos o mesmo alojamento ou recorremos a serviços de alojamento de imagens, como o Flickr ou o Imageshack. Existem vantagens e desvantagens e cada uma destas opções.

Tempo de Carregamento

Num alojamento próprio as imagens conseguem um tempo de carregamento bastante rápido uma vez que o servidos não tem de aceder a recursos externos para fazer o download das imagens. Quando se recorre a um alojamento externo o servidor vai demorar mais tempo a carregar o blog, uma vez que depende de outro servidor, e que muitas vezes tem tempos de resposta mais lentos que o teu próprio servidor.

Largura de Banda

Se alojares imagens no teu servidor vais estar a gastar largura de banda cada vez que as imagens são visualizadas. Se tiveres um limite baixo de largura de banda isto pode ser causa de problemas se receberes muitos visitantes. Se alojares externamente não vais estar a gastar largura de banda.

Espaço

Semelhante à largura de banda. Se o espaço de alojamento do teu servidor é pequeno podes optar por alojar as imagens externamente, de forma a não te aumentar os custos. No entanto o meu conselho é que optes por aumentar o espaço de alojamento disponível.

Fidelidade

Se as imagens estiverem no teu host tens a garatia que elas serão sempre disponibilizadas aos visitantes. Se eles conseguem aceder ao blog vão ver também as imagens.
Se alojares em serviços externos podes correr alguns riscos de as imagens não serem disponibilizadas. Por exemplo: O serviço está temporariamente em baixo, a empresa fechou, o serviço eliminou as imagens sem te avisar… Como vês existem muitas razões e que por vezes podem até levar à perda definitiva das imagens.

Lista de serviços de alojamento de imagens

Pessoalmente prefiro fazer eu próprio o alojamento, mas por vezes também recorro a serviços externos. Só tens de pesar os prós e contras de acordo com os critérios acima.

Quanto vale o teu blog ou site?

Quanto vale o nosso  blog ou site? É uma pergunta que todos nós já fizemos. Se existem algum blogs que têm um valor único para o seu proprietário a verdade é que todos eles podem eventualmente ter um valor de mercado razoável, tendo em conta o tópico onde se insere e o volume de tráfego que obtêm.

Existem uma série de ferramentas online que estimam o valor do teu blog, atribuindo-lhe um valor. Este cálculo acaba por ser um pouco subjectivo, no entanto é atribuído tendo em conta dados como o tráfego, numero de links, numero de posts, etc.

Pela experiência que tive o valor atribuído é geralmente bastante acima do seu real valor, especialmente para blogs em português. Acaba por ser apenas uma oportunidade para ver se o teu blog está realmente com uma boa performance, e averiguar o seu potencial de rentabilização.

Aqui segue uma lista com 10 ferramentas para saberes quanto vale o teu blog:

Stimator

stimator-real-website-value-estimator
Calcula o valor com base em diferentes indicadores de várias fontes. Com design muito clean e recurso a código ajax é para mim o que fornece os resultados mais credíveis. Valor deste blog: 196 USD.

DNScoop

dnscoop-domain-name-value-history-stats-tool-and-forums
Dá o valor do domínio mas também dados históricos e relacionados com SEO. Muito interessante. Valor deste blog: 515 USD.

Continuar a ler este artigo »

10 maiores blogs Portugal – Twingly

twinglyO Twingly é um motor de busca de blogs que também publica uma lista muito interessante dos maiores blogs mundiais. Esta lista está segmentada em linguas logo conseguimos também ver a lista dos maiores blogs em português. Como neste caso eles juntam os blogs em português de Portugal e em português do Brasil, e por uma questão de curiosidade fui analisar para ver quais os maiores blogs portugueses, segundo os critérios do Twingly.

  1. Blasfémias [www.blasfemias.net] 7º lugar
  2. 31 da Armada [http://31daarmada.blogs.sapo.pt] 8º lugar
  3. A Origem das Espécies [http://origemdasespecies.blogs.sapo.pt] 14º lugar
  4. O Insurgente [www.oinsurgente.org] 15º lugar
  5. Causa Nossa [http://causa-nossa.blogspot.com] 16º lugar
  6. 5 dias [http://5dias.net] 20º lugar
  7. Corta Fitas [http://corta-fitas.blogs.sapo.pt] 21º lugar
  8. Há vida em Markl [http://havidaemmarkl.blogs.sapo.pt] 25º lugar
  9. O Jumento [http://jumento.blogspot.com] 26º lugar
  10. Jugular [http://jugular.blogs.sapo.pt] 27º lugar

O Twingly é um motor de busca bastante interessante por ter elevada protecção contra os blogs de spam, sendo por isso utilizado por blogs de referência a nivel mundial para mostrar os trackbacks da blogosfera para os artigos que publicam. Em Portugal o sistema é utilizado pelo Publico, e com excelentes resultados.

Ping nos blogs – alerta que o blog foi actualizado

O Ping é um “mecanismo”, presente em todos os sistemas de blogs, em que o blog notifica determinados serviços que o conteúdo do blog foi actualizado. Na realidade trata-se de informar a blogosfera que o teu blog tem conteúdo fresquinho!

De cada vez que actualizas o blog, através da criação de um novo post, o wordpress notifica alguns serviços através do envio de um XMLRPC ping. O que isto significa? Tráfego e links! Apesar de contar pouco tratam-se de links importantes.

Isto é especialmente importante quando se trata de motores de busca, especialmente o google, que dá cada vez mais importância ao conteúdo recente.

O WordPress facilita a tarefa de “pingar”, pois já vem por defeito com uma lista de “ping servers”, que podem encontrar em “Settings -> Writing -> Update Services”.

wordpress ping blog

Aconselho a colocar esta lista de serviços:
http://blogsearch.google.com/ping/RPC2
http://api.feedster.com/ping
http://api.moreover.com/ping
http://coreblog.org/ping/
http://ping.blo.gs/
http://ping.syndic8.com/xmlrpc.php
http://ping.weblogalot.com/rpc.php
http://pinger.blogflux.com/rpc
http://rpc.blogrolling.com/pinger/
http://rpc.icerocket.com:10080/
http://rpc.pingomatic.com/
http://rpc.technorati.com/rpc/ping
http://rpc.weblogs.com/RPC2
http://topicexchange.com/RPC2
http://www.blogdigger.com/RPC2
http://xping.pubsub.com/ping
http://api.my.yahoo.com/RSS/ping
http://rpc.twingly.com

Atenção que quantos mais serviços nesta lista mais lento se torna o processo de publicar um novo post!

Se preferires também podes fazer o ping do blog manualmente, através de serviços que por sua vez pingam outros sites:

http://www.ipings.com
http://www.pingates.com
http://www.pingoat.com
http://www.pingomatic.com

De todos estes o Pingoat é o meu favorito.

Alterar o template theme do wordpress

wordpress design templatesEste post pretende fornecer as instruções necessárias, passo a passo, para a instalação de um novo template/tema/theme no teu blog wordpress (wordpress.com não funciona do mesmo modo).

1. Encontrar o Theme WordPress Adequado

O primeiro passo é encontrar o tema que se adeque ao vosso blog. Existem milhares de temas gratuitos para o wordpress, dos mais variados feitios e cores, com duas colunas, três colunas, etc. Um bom ponto de partida para a vossa pesquisa é o site Themes.Wordpress.net. Aqui encontram tudo o tipo de templates, com a possibilidade de filtrar a pesquisa de acordo com os vossos requisitos. Outra alternativa é fazer uma pesquisa no google. Aqui vão encontrar mais uma dezenas de templates gratuitos.
Assim que encontrares o template que mais se adequa ao teu blog tens de o guardar no teu computador, fazendo o download do ficheiro zip.

2. Fazer o Upload do tema para o host.

Faz o unzip dos ficheiros para uma pasta no teu PC. De seguida faz o upload da pasta para a directoria no teu host onde está instalado o wordpress. Esta pasta tem de ficar colocada no folder existente para os temas wordpress, em wp-content -> themes. Para isto deves usar um cliente de FTP, que é um programa que faz o interface entre o teu PC e a tua conta de hosting. Aconselho o FileZilla ou, se usas o Firefox (que também aconselho) deves usar a extensão FireFTP (é o que eu uso).

3. Activar o novo tema do blog

Entra na área de administração do blog (wordpress blog back-office) e vai até à tab “Presentation”. O novo theme já deve aparecer disponível para selecção, bastando carregar na imagem para activar. Se desejares voltar ao tema antigo é só carregar na imagem correspondente.

4. Alterar cores e images do template

Caso percebas alguma coisa de código html e css podes tentar editar o template, de modo a customizá-lo à tua medida, de acordo com aquilo que pretendes para o teu blog. O que aconselho é alterar a imagem do header para uma imagem mais de acordo com o teu tema, criar um logótipo, alterar as cores base do template. O objectivo é criar uma imagem única, apesar de se tratar de um template gratuito. Não se esqueçam de manter os créditos de quem criou o template base!

Para alterar o template basta ires à área de administração do wordpress, na tab “Design -> Theme Editor”. Aqui tens os ficheiros que são a base do teu template. Ao nível das cores e restante formatação deves tentar editar o ficheiro Stylesheet (style.css). A estrutura e conteúdo do blog está nos outros ficheiros. Caso não percebas de html e php não os deves editar. O mais simples de entender talvez seja o Sidebar (sidebar.php), que contem o conteúdo que aparece na barra lateral.

Não alteres o template sem antes fazer um backup!!

← Página AnteriorPróxima Página →